domingo, 5 de agosto de 2012

Outro modelo energético




Outro modelo energético
(Lola)

Mordomias do primeiro mundo
Se estenderem
Para o terceiro?

O mundo não agüenta!
Arrebenta!

Fácil,então:
É barrar as conquistas
Ao terceiro mundo
Estas todas que o primeiro
Já garantiu?
(Às custas
Dos recursos naturais
Que não agüentam mais)

Não!

Que tal mudar
O modelo?

Que tal optar
Por outra matriz?

Temos sol botando banca
Temos vento soprando tanto
Temos maré que o mar movimenta
Temos lixo podendo ser mais
Temos mais energia
A cada novo dia
Que Deus cria e recria
Em sua infinita sabedoria

Temos tudo
Para o bem estar
Estar também
Em nosso mundo
Que não é terceiro

Somos primeiro mundo
Vendo à fundo
Novas possibilidades
Novas alternativas
Novos modelos
Novos mundos
Novos!

12 comentários:

  1. Linda reflexão e constatação,nessa poesia!!beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Parabéns amiga !!! se todos ... a consciência coletiva pensasse desta forma ... seríamos mas felizes e saudáveis e sobraria mais e melhor pros nossos filhos . Com carinho Pedro Pugliese

    ResponderExcluir
  3. E em suas màos tudo realmente vira poesia,amiga Lola.Parabéns pela beleza,parabéns pela partilha.E obrigada.

    Bjsssss e um lindo domingo,
    Leninha

    ResponderExcluir
  4. Uma forma de fazer poesia que encanta quem ler...
    bjsssssssssssssss

    ResponderExcluir
  5. Lola lindaaa, vc é uma mulher espetacular!!Q poesia maravilhosa, lembrei dos índios e dos Jesuítas... não sei porque, mas seu poema me levou à esse tempo, pobres índios, tão sábios e tidos como "selvagens"...estou seguindo vc e retribuindo por vc me seguir tb, bjoo e apareça no meu blog!!

    ResponderExcluir
  6. Hola amiga lOLA,

    Ainda no se conocen los limites del ser humano, bella poesia!
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá, querida
    O novo nos surpreende... como a sua poesia...
    Deus te cubra de bênçãos e te faça feliz!!!
    Bjs festivos de paz

    ResponderExcluir
  8. Lola,
    O grande problema é que se fala muito em preservar os recursos naturais que cada dia fica mais escasso; não poluir o mundo que não consegue mais respirar, mas infelizmente a maioria fala pelos outros e não por eles mesmos.
    Tanta forma de tirar energia da natureza que não ia fazer falta pra ninguém, mas quem pode mudar isso, prefere usar os recursos que são mais escassos. Veja os casos das usinas, que vão enchendo e destruindo nascentes, mata e tudo o mais que encontram pelo caminho.
    Adorei a poesia, está de parabéns!
    beijokas doces e uma boa semana.

    ResponderExcluir
  9. Deus crida e recria através das tuas mãos na tua linda poesia.
    Parabéns, ;A natureza que agoniza merece o descanso que encontramos nas tuas palavras.Uma linda tarde pra você Lola.

    ResponderExcluir
  10. Lola

    Gostaria de lhe pedir para me adicionar a sua lista de seguidores.Pois tive que apagar todo o meu blog, peguei um código com vírus e eu não sabia. Lutei para encontrar ai tive que deletar para não danificar o meu computador e não passar para as outros pessoas. tudo.Chorei de raiva diante do pc. Conto com sua colaboração em me seguir novamente. Um beijo e muito grata.
    Ana Brisa

    ResponderExcluir
  11. Olá, parabéns pelo seu blog!
    Se puder visite este blog:
    http://morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderExcluir

Oiiii! Que bom que estás aqui comigo. Valeu!

Oiiii! Que bom que estás aqui comigo. Valeu!
Muito obrigada pela visita. Volta!