quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Violência contra o teu amor?




Violência contra o teu amor?!

(Lola)

Tapa
De quem tanto se ama?!

Palavrão
De quem mais se chama
De “meu amor”?!
De “meu bem”?!

Soco
De quem mais se quer?!

Ponta-pé
De quem se quer carinho
E respeito
Do jeito que prometeu
No momento do ‘sim’?!

Espancamento
No casamento?!

Não, não e não!

Usar tua força física
Contra a pessoa
Com quem tens
Comunhão de bens??!!

Não, não e não!

Largar os pés para pisar
Em quem te ajuda
a ser o que és
Em quem tu ajudas
a ser o que é??!!

Não, não e não!

Erguer a voz para gritar
Com quem te disse
aquele  ‘sim’
Diante do altar
Para o que desse e viesse??!!

Não, não e não!

Erguer a mão para bater
Quem te escolheu
para conviver
Na dor e na alegria
Até o fim
dos seus dias???!!!

Não, não e não!






14 comentários:

  1. Impossível convivência...puro desamor.Violência sádica que deve deixar de existir.As sua palavras dão a exata dimensão do horror que deve ser combatido.Parabéns

    ResponderExcluir
  2. Olá, parabéns pelo seu blog!
    Se você puder visite este blog:
    http://morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela sua atenção

    ResponderExcluir
  3. É minha Amiga de lutas e poesia ...Difícil entender algo assim .;.Não consigo enxergar este tipo de ato ...Aliás É na verdade um grosseiro gesto prova de desamor...Infelizmente isso existe e solução é distante porque quem apanha não diz que apanha ..pois continua amar quem não te ama um grande abraço Pedro Pugliese

    ResponderExcluir
  4. Passando para visitar o seu blog.
    Linda postagem e o blog como sempre muito lindo

    Apareça no meu cantinho

    bjs

    Selma

    ResponderExcluir
  5. Não mesmo! E mesmo que alguns digam que 'agora é moda' o sadomasoquismo, direi sempre não, não e não à degradação do ser humano. Lindo!

    ResponderExcluir
  6. LINDOS VERSOS DE ALETA, DIZER NÃO, NÃO MESMO À VIOLENCIA!
    QUE PENA QUE HÁ E MUITO CASOS ASSIM, QUE PENA!!!
    ABRAÇOS AMIGA POETISA LINDA!

    ResponderExcluir
  7. Intenso y real
    Y lo peor es que no cambiara jamas, por mas promesas que haga
    Un abraz

    ResponderExcluir
  8. Una gran Poesía sobre la Violencia Doméstica que se debe erradicar por completo...¡¡¡No al Maltrato, en cualquier orden!!!
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  9. Lola minha amiga irmã em lutas e poesias deixei lá no blogger um carinho a nossa amizade pra ti ...pega lá um beijo Grande Pedro Pugliese

    ResponderExcluir
  10. Hoje estou aqui para te desejar um final de semana maravilhoso.

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  11. a violencia domestica infelizmente nao tera fim pois a imbecilidade nao tem limites

    ResponderExcluir
  12. Tacteei minha sombra caída
    Os ramos de uma magnólia cedem ao vento
    Ergui num deserto um castelo de raivas
    Segui numa distância infinita ladrilhada de mágoas

    Já não posso dar-te a mão, cheguei tarde
    Entre ruinas procuro o sentido, a razão
    Já não canto aos deuses, não rezo
    Já esqueci o sabor do desprezo, não desprezo

    Tracei um círculo de solidão
    Ausente do meu nome está o chamamento
    Jazem mudas as folhas de silêncio
    Errantes brumas ao sabor do vento

    Bom fim de semana


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  13. Lola minha amiga e blogueira em Jesus.
    Lindas mas dramáticas as suas palavras.
    Pois elas revelam a realidade vivenciadas por muitas das famílias de meus alunos.
    É uma terrível realidade, muito presente nos dias de hoje.
    Um grande abraço.
    Paz de Jesus em seu coração.

    ResponderExcluir
  14. Deixo-te um aviso
    "Se amar, não violente! Mas se violentar, não diga pra ninguém que amou... ninguém vai acreditar."
    Lindo poema, Lola! Abraços de luz e uma semana abençoada pra você!

    ResponderExcluir

Oiiii! Que bom que estás aqui comigo. Valeu!

Oiiii! Que bom que estás aqui comigo. Valeu!
Muito obrigada pela visita. Volta!